A aliança

Gênesis 2:19-24

“19. Havendo, pois, o senhor deus formado da terra todo o animal do campo, e toda a ave dos céus, os trouxe a adão, para este ver como lhes chamaria; e tudo o que adão chamou a toda a alma vivente, isso foi o seu nome.

20. E adão pôs os nomes a todo o gado, e às aves dos céus, e a todo o animal do campo; mas para o homem não se achava ajudadora idônea.
 
21. Então o senhor deus fez cair um sono pesado sobre adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas, e cerrou a carne em seu lugar;
 
22. E da costela que o senhor deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a adão.

23. E disse adão: esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada.
 
24. Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.”


- o casamento é uma das coisas mais importante de nossas vidas.

- é o único “jogo” onde ambos os jogadores podem perder ou vencer.

- casamento no dicionário aurélio: ato solene de união entre duas pessoas de sexo diferente, capazes e habilitados, com legitimação  civil e religiosa.

- casamento é uma relação entre homem e mulher, destinada por deus a ser uma união monogâmica, com vínculo permanente, nas quais muitas necessidades serão satisfeitas: necessidades de amar e ser amado, necessidade de um profundo relacionamento, compartilhar, companheirismo, satisfação sexual, procriação e fuga da solidão.


- casamento é uma aliança divina e humana, onde há a interação de deus e do homem.


"o cônjuge mais feliz não é aquele que se casou com a melhor pessoa, mas aquele que consegue extrair o que há de melhor na pessoa com quem se casou".


Aliança é acordo, pacto, união, ajuste, compromisso, parceria, sociedade, testamento.

Os egípcios davam tanto valor as suas alianças, invariavelmente, eram sepultados com elas. Afinal, com sua forte crença na vida após a morte, era necessário que os casais se reunissem no além e as alianças de casamento eram o símbolo máximo dessa união.

 em alguns lugares da escócia, as pessoas acreditavam que se a mulher perdesse sua aliança, certamente seu marido seria perdido também.

Já em outros países, se as alianças de casamentos caírem das mãos dos noivos e deslizarem para longe do casal, significaria que esse casamento estava condenado ao fracasso. Era considerada a pior coisa que poderia acontecer num casamento.

A simbologia da aliança é muito forte, unindo-as lado a lado formam o símbolo do infinito (por esse motivo não se deve usar alianças quadradas). O material é o ouro, prata ou platina por serem duradouros, eternos como a relação de duas pessoas que se amam.

Outra simbologia é o posicionamento do uso, dizem que esse anel deve ser usado no quarto dedo da mão esquerda, pois nesse dedo passa uma veia que vai direto para o coração.

No contrato, a responsabilidade é limitada.  - na aliança é diferente: a responsabilidade é ilimitada,

Aliançaxcontrato


- o contrato pode se desfazer ao desejo do contratante e contratado

- o contratao é frio – letras

- a aliança é quente – coração

- o contrato pode ser desfeito

- a aliança é eterna

- no contrato tenho assinaturas

- na aliança temos promessas, pactos, caráter, temos a honra empenhada, nossa palavra e até nossa vida.

- gênesis 2:24:

“portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e unir-se-a à sua mulher, e serão ambos uma carne.”

(uniãoxunidade) – união dois livros, unidade, café com leite. (vedavac)
- o homem e a mulher devem morrer para a vida de solteiros, onde novas responsabilidades nascem

- como casados surgirão e é necessário que abdiquem de uma série de situações, em prol do casamento. Muitos casamentos fracassam quando os cônjuges querem continuar na vida de solteiros, mesmo quando casados.

- casamento não exige perfeição, mas exige prioridade:

1. Será renúncia constante, é dar mais, cobrar menos - o amor que damos é o amor que recebemos.

Em todo casamento teremos que enfrentar as ondas da vida vindo contrárias, porém o amor nos leva a suportar provações, este é o amor verdadeiro (agape).

"não é o amor que susterá o casamento, mas o casamento que susterá o amor".


- o que deus pensa sobre o divorcio?

O divórcio, queiramos aceitar ou não, leva o individuo a um nível de estresse tamanho, que é comparado à morte de um ente querido. Às vezes, mais forte.

O governo americano, preocupado com os índices epidêmicos do divórcio, tem investido milhões de dólares no fortalecimento das famílias americanas.

Programas governamentais têm sido implantados visando o fortalecimento do casamento e da família.

Está provado que, quando as crianças são educadas em lares onde os pais se amam e os valores familiares são ressaltados, a probabilidade dessas crianças se envolverem no futuro com drogas e delinqüência juvenil é bem menor. Não se trata de uma vacina de imunidade, mas os riscos são bem menores. 

 por isso, a posição de todos aqueles que desejam o bem da família e de uma sociedade melhor deverá sempre ser pelo fortalecimento do casamento e da família.


Malaquias 2.16,

Deus odeia o divórcio! (não o divorciado) jesus ao ser questionado sobre o assunto, conforme lemos em mateus 19:4 a 6, reforça que o que deus uniu não separe o homem.
Quais são as razões ou causas da separação entre os casais? Gostaria de mencionar pelo menos quatro causas:

1 - descuido da vida cristã dos cônjuges

Um escritor do século passado, certa ocasião disse à sua esposa: "minha querida, quando amo mais a deus, amo você da maneira como deve ser amada". Quanto há de verdade nesta afirmação! Quanto mais nos aproximamos de deus, mais nos aproximamos do nosso cônjuge.

     a crise em um casamento já é sintoma de que há uma crise espiritual. Lemos nas escrituras que "se o senhor não edificar o lar em vão trabalham os que o edificam" sl 127:1. Nosso casamento precisa ser regado da presença de deus.

Se não damos lugar a deus no relacionamento marido-mulher, não há muito o que fazer para resistir à crescente degradação e enfraquecimento da relação a dois.

2 - ausência do perdão

Sem a disposição para o perdão, enfraquecemos nossa relação. Nenhum casamento consegue sobreviver por muito tempo cheio de recentimentos e magoas.
Quantos problemas antigos e mal resolvidos sempre voltam às discussões atuais.
Quando o cônjuge permite que os fantasmas do passado continuem assombrando o presente, reavivando antigas amarguras, eles fazem com que as cicatrizes e feridas passadas não se fechem e se curem.

Quem não perdoa está matando aos poucos o sonho do casamento. (cl. 3:13)
“perdoar é dar á pessoa que nos magoou o mesmo lugar que tinha antes em nosso coraçao.”


3 - indisposição à mudanças necessárias
Se formos bem honestos, teremos que admitir que nem tudo em nosso cônjuge nos agrada.

Há hábitos, manias, comportamentos que nos irritam e nos tiram do sério. Porém isto é normal em qualquer casamento.

Precisamos aceitar o fato de que somos diferentes do nosso cônjuge em muitas coisas, afinal viemos de famílias diferentes,de costumes e valores que nem sempre são os mesmos.

Não obstante termos diferenças que são de nos mesmos, há muitas coisas em que precisamos ser mudados, e o que causa tensão no casamento é que os cônjuges não querem mudar, não se dispõem a mudanças necessárias para o bom convívio entre marido e mulher; pelo contrário, concentram grande esforço em tentar mudar o outro.

Tal atitude cria fortes resistências, o cônjuge não muda e começa a cobrar mudanças no outro, acentua os defeitos e minimiza as qualidades.
 
4 - ausência do amor

Ao aconselhar casais, encontramos alguns que nos dizem que nada restou de sua união. Eles não têm mais qualquer sentimento de amor um pelo outro - cada gota de amor esgotou-se, dizem.

A única alternativa que lhes sobra é o divórcio. E querem nossa aprovação para separar-se. Dizemos simplesmente a esses casais:
"vocês se amaram um dia, não é?"

"sim!", respondem. "mas tudo acabou. Nosso amor está morto".

"só há então uma coisa a fazer", replicamos. (o casal espera aqui uma confirmação de que o casamento acabou e a única resposta é o divórcio.) Imagine a surpresa deles quando dizemos: "a única coisa que podem fazer é aprender a amar de novo".

Casais que deixaram de se amar não precisam de divórcio - precisam ressuscitar o amor, precisam amar de novo

O amor não é um sentimento para ser vivido apenas em bons momentos a dois, ou só na lua-de-mel.

Conforme cristo disse, o marido tem que amar a esposa como cristo amou a sua igreja - dando sua vida por ela.

Amor é a decisão de agir em favor do outro.

Temos que abandonar aquele tipo de amor-fantasia, amor de novela, amor emocional.
Amar é desempenhar atos de amor.

Amar é ser gentil com o cônjuge, é procurar atender às necessidades do outro, é saber ouvir, é ser paciente, é não procurar seus próprios interesses, é não ser egoísta, é não mentir ao outro, é ter palavras de elogio e não de crítica, etc. ... A ausência destas atitudes enfrequece o casamento.

"amar alguém não é apenas um sentimento forte. É uma decisão, um julgamento, uma promessa". Erich fromm.

O divórcio não oferece uma oportunidade fácil de começar uma vida nova.
Note as palavras de um irmão após alguns anos de seu divórcio:
“acho que a morte é mais fácil de suportar do que um divórcio, porque nela existe um fim. O divórcio simplesmente não acaba”.

A bíblia afirma inegociavelmente: “aquilo que deus ajuntou não separe o homem”.
Alguma coisa a mais ainda poderia ser dito aqui sobre este assunto; talvez algumas medidas de prevenção.

Waylon ward escreveu: "um dos fatores mais significativos que afetam o casamento parece ser a ideia de que o amor se tornou o fundamento sobre o qual os casais tentam construir em lugar do compromisso.

5 - infidelidade conjugal

Vivemos numa sociedade onde o modelo, o corpo a sensualidade está em alta.
As pessoas vivem iludidas, a midia tem um papel muito importante neste processo...
Tudo gira em torno de sensualidade, corpo.

Deus colocou limites no jardim, o jardim era fechado...só os dois...

Quando a serpente entrou, acabou com tudo...

A aguia tem esta particularidade – fiel até o fim...

Este é o maior legado que vc pode dar a sua esposa ou esposo...ou marido...a fidelidade

Contudo, entendo que a melhor maneira para se prevenir ao divórcio é começar combatendo as suas causas:

Monitore sua vida espiritual e comece a levar jesus para dentro de seu casamento, aprenda a perdoar ao invés de guardar ressentimentos, esteja disposto a promover mudanças significativas em seu relacionamento, ao invés de cobrar mudanças, e tome a decisão de amar seu cônjuge e seja fiel...até a morte...

Feche seu jardim e deixe a chave na mão de jesus...resista e vença as tentações.

Que o deus da aliança abençoe seu casamento !

Não existe casamento tão ruim que não possa ser consertado

Não existe casamento tão bom que não possa ser melhorado

Casados pra sempre

Apóstolos sergio e sonia - encontro de casais

Fonte: Templo das Aguias
contato@templodasaguais.com.br



 


 
Porção Dobrada
Ap. Sérgio de Castro
 
Capítulo Versículo
Busca por palavra(s):
 

Endereço: Jovino Cavalheiro dos Santos,368 - Atuba - Curitiba - Paraná
Telefone: (41) 3356.4040
Cadastre-se e receba novidades
Desenvolvido por InovaSite
© 2010 - Todos os Direitos Reservados